sexta-feira, 31 de agosto de 2012

ALTA RODA COM FERNANDO CALMON




Alta Roda nº 696 — Fernando Calmon — 28/8/12


COMBUSTÍVEL É UM BARATO






Uma notícia que assustou os brasileiros era mais do que esperada por quem acompanha o mercado de combustíveis no Brasil. A nossa gloriosa Petrobrás anunciou prejuízo de R$ 1,346 bi no segundo trimestre do ano, o primeiro desde 1999 quando o real sofreu forte desvalorização frente ao dólar.
Atribui-se a John Davison Rockefeller (1839-1937), magnata, filantropo e fundador da Standard Oil (ExxonMobil, hoje), a frase famosa: “O melhor negócio do mundo é empresa petrolífera bem administrada; segundo melhor é empresa de petróleo mal administrada.” Se isso for verdadeiro, não precisa exagerar.

HOJE É DIA DE...ANDRE RIEU!

As apresentações da orquestra de Andre Rieu são mais ou menos como o Mahar Press, uma mistureba sentimental, onde se juntam Strauss, John Philip Sousa e o Harlem Gospel Choir. Sentimental que sou, declaradamente, foi uma emoção ouvir uma gaita de foles, quase no final, tocando o hino Amazing Grace. São duas horas de musica que valem a pena, a maneira de unir Show Biz e musica de boa qualidade. Espero que gostem e se divirtam!

quinta-feira, 30 de agosto de 2012

CUIDADO COM O CELULAR....FIQUE ESPERTO!


video

video

DE CARRO POR AÍ COM O NASSER


edita@rnasser.com.br             Fax: 55.61.3225.5511


Coluna 3512 29.agosto.2012



Motor mais forte, versão GT no Sandero, a Renault se prepara
O mercado brasileiro não está fácil. Projeta crescimento lento de 5% para 2012, e a certeza que a capacidade industrial instalada do país crescerá aproximadamente 30% em 5 anos, projetando-se 4,5M de veículos. Novas marcas chegarão, novos conceitos, como os carros coreanos feitos aqui, novas referências serão criadas. Ou seja, quem acha que agora está difícil disputar o consumidor não considera os próximos anos. Aí sim, com a maior quantidade de marcas num só país, qualquer décimo de participação de vendas será muito disputado.

Pra cima, pra frente.
A Renault conseguiu reverter seus maus resultados e engatou um processo de crescimento, obtendo mais vendas e expansão que a média do mercado. Teve a coragem de assumir que o Brasil gosta de carros com pouco refinamento, e baseia seus produtos mais vendidos, Logan, Sandero e Duster sobre plataforma de resistência e reações a nível soviético – áspera, dura, resistente e avessa a quebras. Moral da história, recuperou a quinta posição nas vendas.
Para o futuro imediato a empresa dedicou-se, com apuro tardio, ao motor 1.6 e 8 válvulas, aplicando-lhe receita tradicional, de redução de peso nos pistões, e diminuição de atrito no funcionamento. Com pequenos acertos conseguiu aumentar a potência para 106 cv com etanol e 98 cv com gasálcool.
Na prática o motor dá mais docilidade aos três que o utilizarão, melhores respostas em baixas rotações, característica do uso brasileiro. Resultado, menos emissões e redução de consumo na ordem de 10% na cidade, 5% na estrada, bastantes para enquadrá-los na faixa de menor consumo no programa de etiquetagem – iniciativa do governo para mostrar ao consumidor dados verdadeiros de consumo e poluição. Operacionalmente permite aos veículos que o utilizam um andar de melhores reações urbanas e menor necessidade de troca de marchas.
Novidade na linha é a criação de versão GT para o Sandero, decorado por detalhes de pretensa esportividade, como para choques traseiro com extrator de ar, faróis máscara negra, rodas em aro 15”, adesivos e suspensão levemente endurecida. Para dar uma força na identificação esportiva – o comportamento de acelerar e fazer velocidade final sejam idênticos – cintos de segurança vermelhos, instrumentação com fundo branco.
Demais versões e no Logan, houve incorporação de itens antes opcionais para melhorar o conteúdo, melhorando a relação entre conteúdo e preço.
O motor 1.6 com 16 válvulas mantém-se em produção, porém de aplicação limitada aos carros dotados de transmissão automática. Na prática, a Renault fez um bom trabalho de atualização, aproximou o rendimento dos motores 8v ao fornecido pelos 1.6 com 16v, e manteve preços, economizando na redução de custos.
No lançamento, Olivier Murguet, presidente da empresa, cobrado pela defasagem entre os produtos brasileiros e europeus, usou a facilidade em se expressar, da vivência local como ex diretor de produto para o Mercosul, para explicar que a distância diminuirá, e que o exemplo do Sandero – aqui lançado antes da Europa – será repetido.

quarta-feira, 29 de agosto de 2012

FALTA POUCO PARA O SETE DE SETEMBRO!

NÃO PERCA A GRANDE REUNIÃO DE CLÁSSICOS DO RIO DE JANEIRO, EM UM CENÁRIO LINDO, O FORTE DE COPACABANA! COMEÇA DAQUI A  DUAS SEMANAS!

PEBBLE BEACH: OS VIDEOS FINAIS

VIDEOS FANTÁSTICOS DA HISTORIC VEHICLE ASSOCIATION: CARROS TOTALMENTE ORIGINAIS E NÃO RESTAURADOS, UMA CLASSE QUE CRESCE EM PB:


terça-feira, 28 de agosto de 2012

NOVOS TAXIS EM LONDRES BY JLV

Nissan quer ter um táxi londrino 
Numa segunda-feira cedo e no meio dos Jogos Olímpicos, a Nissan anunciou que quer certificar a versão de seu comercial leve NV200 como um ‘black cab’, ou táxi preto. A fábrica japonesa teve de convencer o escritório do prefeito e a agência de transporte local (Transport for London, TfL) para obter a aprovação, dizendo que seu carro vai melhorar a qualidade do ar da capital inglesa. O prefeito, Boris Johnson, sabe que Londres está muito atrasada em relação à legislação européia sobre qualidade do ar. 

MAIS VÍDEOS DA SEMANA SANTA...

Um slideshow dos carros expostos no gramado do The Lodge: esse ano o tema foram os carros dos marajás, e vieram alguns dos melhores, inclusive dois marajás de verdade. Foi também o primeiro ano em que foram expostas motocicletas, com a moto mais antiga do mundo, feita pro Benz com quadro de madeira por volta de 1885:



HOJE É DIA DE MINI!

Depois de gravar todos os 205 hinos nacionais dos países que foram às Olimpíadas, a Orquestra Filarmônica de Londres organizou-se com a MINI para uma performance a mais. Foram afinadas as buzinas de nove MINI e o Maestro Gareth Newman regeu uma execução muito peculiar do Hino Inglês " God Save The Queen" em um tributo único à Equipe Inglesa. Only in Britain!

segunda-feira, 27 de agosto de 2012

DE CARRO POR AÍ COM O NASSER





edita@rnasser.com.br             Fax: 55.61.3225.5511


Coluna 3412 15.agosto.2012

Pebble Beach, o maior evento antigomobilístico do mundo
------------------------------------------------------------------------------------
Mercedes-Benz 680S, Cabriolet par Saoutchik, Best of Show em Pebble Beach
------------------------------------------------------------------------------------
Um raro – e caro – Mercedes-Benz, 680S, maior da marca à época, um dos sete torpedos feitos Cabriolet pelo encarroçador francês Jacques Saoutchik, do casal texano Paul e Judy Andrews, foi o Best of Show no, sem trocadilho, o Best dos Shows de automóveis antigos, o Pebble Beach Concours d’Elegance. PB é prainha espremida entre Carmel e Monterey, amplo campo de golfe, 36 buracos, na Califórnia, EUA.
O critério de julgamento, com juízes especialistas foca primacialmente originalidade e autenticidade, enquanto o Juri Honorário, de convidados com larga vivência em automóveis, considera design, estilo, elegância. Vencedores são os melhor classificados pelos dois colegiados.
Assim, os outros indicados como Best foram Duesemberg 1935 J Gurney-Nutting Speedster do poderoso incorporador William Lyon; outro Dusy 1933 J carroceria Derham Tourster; e o primoroso e ex vencedor no italiano Villa d’Este, o Alfa Romeo 1933 6C, 1750 Grand Sport com carroceria anterior à sociedade com odott. Falaschi.

LIRA DO DELÍRIO: NISSAN JUKE-R


Alguém na Nissan inglesa toma uns remédios fortes...e teve a idéia brilhante de montar um Skyline GT-r por baixo de um Nissan Juke, um Crossover meio camionete, meio carro que usa um motor de 1,6 litro turbinado. Foi contratada uma fabricadora de carros de corrida que o montou em 22 semana com um V6 biturbo de 3,8 litros,. a caixa é sequencial de seis marchas acoplada a um transeixo na traseira . dqí sai um segundo cardâ par a tração dianteira, já que o carro é 4X4. Com 550 CV o Juke tem um estilão  meio Jaspion, mas faz uns numeros impressionantes: zero a cem em 3,6 segundos e chegar a 280 por hora. O primeiro video mostra como ele se saiu contra um Porsche Turbo 4X4 de 611 CV.... 






domingo, 26 de agosto de 2012

Lira do delírio: Gunbus, a Moto de 6728 cm³


Pesando exatamente 650 Quilos, essa moto com o motor em V modelito Harley foi duramente criticada por pessoas que não achavam possível se construir tal máquina. Observe a proporção da moça com a moto...
O único problema é que Clemens F. Leonhardt, o idealizador e realizador do projeto, não consegue achar pelo menos um homem corajoso pra encarar esse monstro, nem pra descobrir sua velocidade final. 
E que não se preocupe com suas faculdades reprodutivas, dada a vibração que deve produzir cada um dos dois cilindros que deslocam 3.364 cm³... Se Harley normal já vibra...E você, se candidata ao cargo de piloto de testes?


EXTRAÍDO DO SITE >WWW.ROCKRIDERS.COM.BR

A FESTA DOS UNIMOG NO NORDESTE DOS EUA

Uma experiência interessante. UniMogs aos montes, Pinzgauers, Syncros, Haflingers, MB G Wagens, Land Rovers e até um Volvo 6x6 brincando na terra no Estado de Washington, no Norte dos Estados Unidos: Tudo esplêndidamente gravado com uma câmera em um helicóptero radio controlado:



ENFOQUE ESPECIAL PARA UM VEÍCULO QUE FOI CAPA DA ULTIMA MOTOR 3: A VW KOMBI SYNCRO. SEU MOTOR "WASSERBOXER" TINHA QUATRO CILINDROS CONTRAPOSTOS COMO MILHÕES DE VW, MAS REFRIGERADO A ÁGUA E COM 90 CV, ALÉM DE TRAÇÃO PERMANENTE NAS QUATRO RODAS, COMO SE PERCEBE CLARAMENTE NESTE VÍDEO ABAIXO:



Tks CDP!

sexta-feira, 24 de agosto de 2012

ALTA RODA COM FERNANDO CALMON





Alta Roda nº 695 — Fernando Calmon — 21/8/12



CADASTRO E RECICLAGEM ANIMAM



Entre os eventos mais tradicionais no setor está o Congresso Fenabrave, a associação das concessionárias de todos os tipos de veículos motorizados terrestres, incluídos motocicletas, máquinas agrícolas e implementos rodoviários. Embora focado nos negócios, várias pautas discutidas interessam ao mercado como um todo e ao comprador final do veículo.
A XXII edição, realizada semana passada em São Paulo, mostrou que assuntos abordados em outros anos começam a evoluir e há sinais de mudanças para melhor. Na palestra de Alexandre Tombini, presidente do Banco Central, não passou despercebido para esta coluna a afirmação de que, em breve, se regulamentará o cadastro positivo.
Trata-se de um instrumento importante para graduação da taxa de juros nos financiamentos de carros. Quem tem histórico de honrar compromissos pagará menos juros. Mas o processo de amadurecimento é longo e se atrasou por ação de entidades de falsa defesa dos consumidores com viés apenas ideológico.
Outra dívida do poder público mostra, agora, chance de solução. O vice-governador de São Paulo, Guilherme Afif, anunciou no congresso a criação dos primeiros pátios ou depósitos destinados à reciclagem. “É o início da chamada indústria desmontadora de veículos”, saudou. No Brasil, apenas 1,5% é reciclado. Graças à iniciativa, a inspeção técnica veicular, eternamente adiada por demagogia política, quando implantada trará benefícios adicionais para renovação da frota circulante sucateada, além de óbvios ganhos de segurança e ambientais.
Sobre a conjuntura atual, se confirmou que a taxa recorde de 6% de inadimplência nos financiamentos começou a cair e deve chegar a 5% até o final do ano, ainda longe dos 3% históricos. Em grande parte ela se deve menos aos financiamentos de 60 meses sem entrada (sempre “mosca azul” no mercado) e mais ao afrouxamento excessivo das exigências bancárias. Agora, 55% dos cadastros de clientes de automóveis novos são aprovados (normalidade, 80%). Problema continua nos carros usados, importantes no processo comercial, cuja aprovação cadastral estacionou nos 30%.
Interessante foi a pesquisa da J.D. Power mostrando que 48% dos automóveis novos, hoje vendidos, são em substituição a outro veículo, 27% fazem a primeira compra e 25%, um carro adicional. Demonstração do grande potencial do mercado brasileiro em relação a países maduros, onde a troca do usado pelo novo pode representar até 80% do total.
Flávio Meneghetti, presidente da Fenabrave, mostrou confiança de que as vendas de 2012 superem em mais de 4% o recorde de 2011. Deixou a entender que, mantidas as condições atuais de IPI reduzido até o final do ano, o mercado poderia crescer até mais de 5%, resultado que, poucos meses atrás, quase ninguém cogitava. Ainda não ficou claro se o crescimento é sustentável ou significa antecipação de vendas de 2013. Dependerá de a economia arrancar do atoleiro atual com a desenvoltura de um bom veículo 4x4.
O congresso teve 40 palestrantes do Brasil e do exterior e exposição de 15.000 m² que reuniu 70 fornecedores. Presença institucional de alguns fabricantes incluiu a Hyundai Brasil. Ela monta uma nova rede, a partir do zero, apenas para o seu novo compacto nacional HB20.

RODA VIVA

HONDA terá versão do Fit com visual “aventureiro”, a ser lançado no Salão do Automóvel de São Paulo (24/10 a 4/11). Nada de protótipo de verdadeiro SUV baseado na arquitetura do modelo. Assim, HB20 não estará sozinho nessa estratégia. Marca japonesa não exibirá o compacto de entrada Brio, apesar de previsto para produção no Brasil.
EXPECTATIVA de vendas elevadas do novo EcoSport, se confirmada, trará efeitos colaterais aos planos da Ford. Kuga, utilitário esporte com base no Focus, andava meio de lado na filial argentina. Mas, poderá, finalmente, sair de conjecturas e entrar em produção mais adiante. A empresa avalia: SUVs avançarão sobre outros segmentos e quer surfar na onda.
VOYAGE Comfortline 1,6/104 cv, com câmbio automatizado de uma embreagem (I-Motion), abre opção interessante na faixa de preço pouco acima dos R$ 40 mil. Linhas recém atualizadas, bom acabamento, suspensões firmes sem provocar desconforto e motor que tem “vida” em baixas rotações são pontos altos. Instrumento combinado exige melhor visibilidade.
APESAR de otimismo sobre possível recorde de 380.000 unidades vendidas até o fim de agosto, F. Meneghetti, presidente da Fenabrave, preocupa-se com oportunismo de alguns escritórios de advocacia. “Ações revisionais de financiamentos, questionando juros contratuais, são propostas sem critérios. Algumas vezes, logo depois de paga a primeira prestação.”
INDÚSTRIA de reciclagem, se realmente sair do papel, ajudará a resolver outra dificuldade. Acidentes com perda total (PT, no jargão segurador) criam caminhos escusos de recuperação malfeita e recolocação de um veículo inseguro no mercado. Centros de desmontagem fiscalizados resolveriam essa grave trapaça contra o consumidor.
____________________________________________________
fernando@calmon.jor.br e www.twitter.com/fernandocalmon

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

OS MISTÉRIOS DA CAIXA DE CAMBIO...

TUDO QUE VOCÊ SEMPRE QUIS SABER SOBRE O CASAMENTO DAS PARTES ÍNTIMAS DA CAIXA QUE PERMITEM QUE VOCÊ ACELERE FELIZ...





A CAIXA ZF AUTOMATIZADA DE SETE MARCHAS, O FUTURO SEM O TRABALHO DE EMBREAR OU PASSAR MARCHAS, A NÃO SER QUANDO DESEJADO:

SEU JIPINHO DE MOCINHA ATOLA?

MARMON V12 E V16

MARMON V12 HCS SPECIAL, O ÚNICO MARMON V12: QUATRO MARCHAS, FREIOS INBOARD, SUSPENSÃO INDEPENDENTE NAS QUATRO RODAS...HOWARD MARMON ERA UM VISIONÁRIO E SUA GRANDE SOLUÇÃO PARA A CRISE DOS ANOS 30 NÃO PODIA MESMO FUNCIONAR...




MARMON V16, O CARRO DE LINHA MAIS CARO DA MARMON: v16 DE MAIS DE SETE LITROS E 175 CV EM 1930...VAI TER TIMING ASSIM NA...

terça-feira, 21 de agosto de 2012

ASTON MARTIN VANQUISH

O nome Vanquish voltou: ele agora define o sucessor do Aston Martin DBS, uma das pérolas da marca inglesa, o que foi o ultimo carro construido na antiga e tradicional fábrica de Newport Pagnell. O novo carro pode ser de dois ou dois mais dois lugares, conforme foi mostrado em anteprima no Concorso DÉleganza de Villa D´Este. talves dizer que ele foi mostrado no metal e tinta não seja muito apropriado, pois este é o primeiro Aston feito em fibra de carbono. 
O novo carro foi muito modernizado principalmente no uso de espaço interno, que foi empurrado para fora mas ainda mostrando as inconfundíveis linha Aston que vem do imortal DB4GT Zagato e, mais recentemente, do DB9. Sua plataforma é 25% mais rigida torsionalmente mas com um aumento minimo de peso - 1739 kg - contra 1839 do antigo Vanquish.
No tocante ao desempenho o clássico 6 litros V12  de origens Ford tem agora 565 CV a altos 6.750 RPM, permitindo 0-100 km/h em 4,1 segundos e 295 km/h. Só um tipo de cambio é oferecido, como em quase todos os supercars da atualidade: um automático de seis marchas montado no meio do carro, em conjunto transaxle com o diferencial, favorecendo muito a equalização do peso e a maneabilidade do carro.



segunda-feira, 20 de agosto de 2012

ONIBUS ANTIGO EM SP 2012

"VVR 2012" - O MAIOR ENCONTRO NACIONAL DE ÔNIBUS E CAMINHÕES ANTIGOS E SUA EVOLUÇÃO TECNOLÓGICA
Organização: Primeiro Clube do Ônibus Antigo Brasileiro
Local: Memorial da América Latina - Praça Cívica - Barra Funda - São Paulo - SP - Brasil
Data: 10 e 11 de novembro de 2012
Horário: 9 às 17 horas
Ingresso: Gratuito
Patrocínio: Mercedes-Benz do Brasil Ltda.
Kaio Castro - Presidente

Primeiro Clube do Ônibus Antigo Brasileiro

primeiroclubedoonibusantigo.
com

MAIS SEMANA SANTA DE PEBBLE BEACH...

SÁBADO TEM PASSEATA PELO AUTÓDROMO !


É próximo sábado!!! Passeata  pela  não  destruiçao  do autódromo  de  Jacarepaguá!! Já começaram a destruição do que é nosso, doado para ser um Autódromo e ninguém respeita a Jusstiça!!!
Sábado dia 25 de  agosto as 12horas  em frente  ao HSBC Arena na Av Ayrton Senna, na Barra acontece a passeata  pela  nao  destruiçao  do Autodromo  de  Jacarepaguá!! Ja  esta sendo divulgado  no Facebook. Vários  clubes  confirmados para  apoiar  !! 


O VENCEDOR DA SEMANA SANTA DE PEBBLE BEACH 2012


Um Mercedes Benz 680S de 1928 foi o BEst Of Show em 2012. Foi encarroçada pelo famoso designer francês Jacques Sautchik. autor de automóveis charmosíssimos na década de 30. A qualidade de seu desenho já está presente neste carro que é a verdadeira alma da Era do Jazz.
Agora o Tour D´Elegance, o percurso de 37 km que todo carro inscrito na premiação tem que cumprir, para que não entrem "anões de jardim" que não andam...

30 ANOS DEPOIS EM LE MANS...

AS PALAVRAS CONTINUAM AS MESMAS: "ALLES IN ORDNUNG"; Em 1982 a Porsche levou tudo, as tres classes, a principal com 1-2-3 e o Index de Performance, onde quem gasta menos para ir mais longe ganha. 

MACAÉ: ENCONTRO EM 31/8


sábado, 18 de agosto de 2012

PETRÓLEO: O FIM DA PARANOIA AMBIENTALISTA...

Um artigo muito interessante por José Luiz Vieira que contesta não só os arautos do Armageddon energético futuro como os "ambientalistas" que advogam um mundo sem petróleo -  e sem calor e energia - comoo ideal. É preciso lembrar que os motores atuais são váriqas vezes mais limpos que no passado e que o carro elétrico só nos vai tornar dependentes dos humores de Hugo Morales e sua aristocracia india...
Long live the internal combustion engine!!!!

‘Fracking’ sem água 

A palavra inglesa fracking é diminutivo de hydraulic fracturing, ou rompimento hidráulico. É também uma das mais extraordinárias histórias de sucesso da indústria energética, de sua capacidade de abrir fontes antes não lucrativas de petróleo e gás na América do Norte, Europa e Ásia, principalmente China – e que traz a possibilidade de energia barata, limpa e abundante, livre do controle dos países do Oriente Médio. Um problema nisso tudo é a preocupação dos ambientalistas.


A Chimera Energy Corporation, de Houston, Texas, anunciou que está licenciando um novo método de extrair petróleo e gás de campos de xisto sem contaminar fontes de água, já que em vez dela usa reações exotérmicas.

PUNTA TACCO COM ROBERTO AGRESTI




Honda NC 700 X: novo conceito
















Boas soluções, como meio motor de Fit e porta-capacete no lugar do tanque, fazem uma opção para quem não pensaria em moto


O recente lançamento de uma motocicleta, a Honda NC 700 X, induz à reflexão. Dotada de um motor bicilíndrico derivado de um motor automobilístico — é, na prática, metade do quatro-em-linha usado no Fit de 1,35 litro —, a moto se destaca por surpreendentes dotes de economia. A Honda, por ocasião de seu lançamento internacional no fim de 2011, anunciou consumo de 28 km/l pela norma WMTC (world motorcycling test cycle).

Tal marca para uma motocicleta desse porte surpreende, mas espantoso mesmo foi aferir em recente teste realizado pela Revista da Moto! (em breve nas bancas…) que o consumo médio da NC 700 X montada em Manaus, AM, é ainda melhor do que o revelado pela Honda no Salão de Milão em novembro passado: na medição realizada pela publicação a marca obtida foi de 30 km/l, e isso usando nossa gasolina batizada com 20% ou mais de álcool, que em regra aumenta o consumo em pelo menos 10%.

sexta-feira, 17 de agosto de 2012

ALTA RODA COM FERNANDO CALMON




Alta Roda nº 694 — Fernando Calmon — 14/8/12


SOFISTICAÇÃO AVANÇA


Há três anos, no Salão de Frankfurt, estreava a segunda geração do Citroën C3. Pessoal de comunicação da filial brasileira, no próprio estande da marca, veio com a conversa de sempre: “Esse não é carro para o Brasil. Veja o para-brisa enorme, de alto custo”. Tirar o foco da novidade antecipada em salões internacionais faz parte do jogo de dissimulação. No caso, porém, o atraso até foi providencial.
O novo modelo, além de equipado com o para-brisa “Zenith” (1,35 m de comprimento), já a partir da versão intermediária, antecipa mudanças que, em breve, estarão no C3 francês. Lançado em maio de 2003, o C3 fluminense vendeu 240.000 unidades, nível acima das previsões do fabricante para um compacto em faixa superior de preço. Conforme a coluna antecipou, o modelo antigo sai de produção no fim de agosto. Últimas unidades ainda estarão nas concessionárias, a preço convidativo, por dois ou três meses.
O carro ficou mais bonito e encorpado, destacando-se linha de cintura, faróis e lanternas traseiras, além de rodas de liga leve com insertos cromados. Luzes auxiliares de LED aparecem já no catálogo intermediário. Distância entre-eixos não mudou, mas o carro cresceu em comprimento (10 cm) e largura (4cm). O espaço interno, assim, pouco evoluiu para cabeças e pernas no banco traseiro. O porta-malas também é praticamente igual. Em compensação, o tanque de combustível passou de 47 para 55 litros.

NOVO AR CONDICIONADO POR JLV

Nova tecnologia de ar-condicionado
Na Automotive Interiors Expo, exposição de interiores automotivos, de Stuttgart, a Lexus recebeu o prêmio Inovação do Ano por uma tecnologia que usa menos energia para manter um determinado nível de conforto. O sistema S-Flow é parte do novo sedã híbrido GS 450h Premier e usa nanotecnologia tanto para economizar energia como para também desodorizar a cabine ao mesmo tempo que umidifica a pele e o cabelo dos ocupantes. 

O sistema usa sensores que detectam quando o banco do passageiro dianteiro não está ocupado e se não estiver fecha automaticamente todas as saídas de ventilação para ele. A mesma coisa acontece quando os bancos traseiros não estão sendo utilizados. 

quinta-feira, 16 de agosto de 2012

AS PRIMEIRAS FOTOS DO GM TRAXX


A segunda geração do EcoSport virá em setembro disposto a retomar a liderança do segmento de utilitários-esportivos compactos no País. No mesmo mês, a Chevrolet lança, no Salão de Paris, talvez o único modelo que possa ameaçar o posto do Ford: o Trax. O jipinho, que será produzido no México em 2013, tem 4,25 metros de comprimento, 1,77 metros de largura e 2,55 metros de entre-eixos.
(Confira a fan page do Jornal do Carro no Facebook: http://www.facebook.com/JornaldoCarro)
Bem equipado de série, o Trax terá freios ABS e EBD, controles de estabilidade e tração, seis airbags e assistência de partida em rampa. No Brasil, deverá oferecer os mesmos equipamentos e o sistema MyLink, que tem GPS, comando por voz, entrada USB e Bluetooth, como opcional.
Na Europa, haverá duas opções de motor a gasolina: 1.6 16V de 116 cv e 1.4 turbo de 142 cv. Aqui, o jipinho deve herdar o 1.8 Ecotec flexível de até 144 cv do Cruze.

ENCONTRO EM BENTO GONÇALVES

Nosso e-mail do dia de hoje tem como objetivo ajudar ao nosso Cliente

Amigo, Sr. Eduardo Valenti, a construir um espaço exclusivo da marca

Mercedes Benz na 1ª Exposição do Carro Antigo da Região dos Vinhedos,

no R.S., que acontecerá nos dias 15 e 16 de setembro de 2012.

O Eduardo foi encarregado de montar uma "Ilha" que mostrasse a
evolução histórica da Marca MB.

Por esta razão, quem estiver interessado em participar e fazer sua
Estrela brilhar neste importante evento, pode contatar diretamente ao
Eduardo através de :

Telefone : (54) 9975-5744

Esperamos que todos vocês possam estar presentes !

A agenda do evento



DE CARRO POR AÍ COM O NASSER




edita@rnasser.com.br             Fax: 55.61.3225.5511

Coluna 3312 15.agosto.2012


Santana, o Logan da Volkswagen
O sucessor do Polo está sendo pré lançado na China, será mostrado no Salão de Guangzhou, neste ano, chegará ao Brasil em 2014. Sua  fórmula retrata o momento do mercado mundial: plataforma antiga vestida por nova carroceria sedã, descompromissada em design, simples em construção e equipamentos, para conter preços a clientes de pouca renda em países emergentes. É receita aviada pela Renault no Logan; Nissan  em Versa; cometida no Brasil pela GM para o Cobalt; Renault no Symbol – sobre Clio sedã. 
O desenvolvimento é salada chinesa. No maior mercado mundial, onde este carro foca ser dos quatro portas mais vendidos – lá, dentre os 10, 10 são sedãs – Volkswagens são feitos por duas empresas, das quais é sócia, a Shangai-VW e a FAW-VW.
A base é comum, boa plataforma que envelheceu suportando carros chamados mundo a fora como VW Polo, Skoda Rapid e Seat Toledo, porém com estrutura e eixo traseiro reforçados para suportar as más condições rodoviárias da China, Brasil, Russia, India .... Mercados diferentes, nomes diferentes. Um deles, Jetta, para os mercados onde é conhecido. Aqui deve ser Santana.
Imprensa chinesa dirigiu os protótipos, e Greg Kable jornalista da secular inglesa Autocar, convidado, escreveu, motorizações 1.4 e 1.6, transmissões mecânica de cinco marchas e automática, opcional, com seis. Autoblog, bom sítio argentino, garante, o produto reviverá o velho nome de Santana, lembrado como VW grande, a ser produzido em São Bernardo do Campo, SP.
Substituirá o Polo, ex-melhor dos VW no Brasil, hoje com sobrevida pífia. A Volkswagen do Brasil diz desconhecer o assunto. Não se apoquente. Devem ser os ares de São Bernardo. Recentes exemplos de lá exibem gente que nada sabe, nada ouve, nada vê, tudo desconhece, muito fala, diz nada ter a ver.
-------------------------------------------------------------------------------------
Sucessor do Polo, será o Logan da VW. O novo Santana ?
-----------------------------------------------------------------------------------
Traseira comum, carro comum, para público ascendente
-----------------------------------------------------------------------------------

A VIDA DE QUEM GOSTA DE VELHARIAS...SOBRE RODAS...

RECEBI ISSO DE UM AMIGO DO SUL...PALAVRAS DE VERDADES ABSOLUTAS...


Será que é isso mesmo??
 
1 ? Há uma possibilidade de seu carro ser mais velho que você

2 ? Você encontra a vareta do óleo antes de encontrar o bocal do tanque.

3 ? Chamam seu carro de bonitinho e você não se ofende.

4 ? Você tem um carro mais novo e ainda está lendo isso.

5 ? As pessoas sabem qual é a sua vaga pelas manchas de óleo na garagem.

6 ? Comprar uma peça de estoque antigo que é melhor do que uma nova.

7 ? Ajustar válvulas e regular carburador é ótimo um programa para o fim de semana.

8 ? Você dirige atrás de um caminhão pra não ser o único segurando o trânsito.

9 ? Se perguntam que barulho foi aquele, você responde que está tudo normal.

10 ? Você já usou uma dobradiça de porta para consertar o pedal do acelerador.

quarta-feira, 15 de agosto de 2012

O DOCUMENTÁRIO DO ANÍSIO TERMINA SÃBADO...

A CAMPANHA DE ARRECADAÇÃO DE FUNDOS PARA FINANCIAR A PRODUÇÃO. AJUDE! DIVULGUE! PEÇA AJUDA A SEUS AMIGOS QUE GOSTAM DE CARROS!

ESTTE É OLINNK:

http://www.maxicar.com.br/old/reporter/2937595campanhahomemcarro.asp


FIAT ABARTH 500 e 595 BY JLV

Em 1964 a Abarth lançou o 595 SS e este se tornou um carro de briga genuíno, tanto na estrada como na pista. Agora, precisando de algo bravo em cima da modelo Cinquecento, a marca (a nível de concessionárias) revive o modelo 595 em dois modelos, Turismo e Competizione, hatch e conversível. O Abarth 500 se mantém como modelo de entrada, com um kit de upgrade disponível nas revendas Fiat europeias. 
O Abarth 500 vem com o motor T-Jet 1.4 de 135 hp e caixa manual ou de 140 hp e caixa automatizada. O pacote Corsa inclui pedais em aço inox, apóia-pé e revestimento de soleiras. O Sport tem rodas 16”, ar-condicionado, faróis de neblina, sensores de estacionamento, revestimento em couro da alavanca de mudanças e pintura em quatro cores pastel.


O Abarth 595 Turismo tem motor T-Jet de 160 hp, com opção de caixa manual ou automatizada, pedais em alumínio, tapetes especiais, tampas em alumínio do bocal de gasolina e do filtro de óleo, janelas traseiras escurecidas, amortecedores mais duros atrás e na frente, controle automático de clima, revestimento dos bancos em couro, rodas em liga leve aro 17”, faróis de xenon, grades dianteira e traseira em cinza titânio e opção de 10 cores externas. 


O Abarth 595 Competizione tem o mesmo trem de força do Turismo, freios a disco perfurados, bancos Sabelt revestidos em tecido e escape Monza.