segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

FELIZ 2013!!!!

QUE EM 2013 RESTAURES TEUS CARROS, RECONSTRUAS TUAS ESPERANÇAS E SEJAS MAIS AINDA FIERRERO, COMO DISSE O RETROVISIONES, DOS NOSSOS AMIGOS ARGENTINOS...

BARRADOS NO BAILE






BARRADOS NO BAILE




        Por Fernando Calmon





Novas pesquisas continuam a direcionar para o trânsito sem acidentes. Um dos estudos mais recentes foi divulgado pelo Departamento de Infraestrutura e Transporte da Austrália, em parceria com o estado de Queensland. As tecnologias para evitar colisões, que monitoram usuários de ruas e estradas e intervêm quando um acidente é iminente, mostram grande potencial.
Mesmo admitindo um grau moderado de confiabilidade, até 30% de mortes e 40% de feridos podem ser evitados em veículos equipados com sistemas anticolisão. Essa previsão baseia-se em uma série de 104 ocorrências documentadas em programas de investigações profundas de acidentes e em análises de padrões típicos de choques entre veículos, na Austrália.

sábado, 29 de dezembro de 2012

ALTA RODA COM FERNANDO CALMON







Alta Roda nº 713 — Fernando Calmon — 25/12 /12



PROVA CONTRA SI MESMO




O maior rigor da nova lei que pretende diminuir os acidentes causados por ingestão de álcool é um passo adiante em direção de melhorar a vergonhosa posição que o Brasil ocupa de mortes no trânsito. O País contabiliza cerca de 40.000 óbitos/ano, segundo o Ministério da Saúde, que monitora os casos fatais até 30 dias depois dos acidentes.
Aprovada em urgência no Congresso e depois sancionada pela presidente Dilma Rousseff em apenas 24 horas, a lei passou a vigorar nas vésperas do Natal em tempo de dar suporte à fiscalização no período de trânsito mais pesado nas estradas. O valor da multa para quem for flagrado com mais de 0,2 g/l (grama de álcool por litro de sangue) dobrou, para R$ 1.915,40. Em caso de reincidência em 12 meses, dobra de novo: R$ 3.830,80. A carteira de habilitação continua sendo suspensa por, no mínimo, um ano. Substâncias psicoativas (remédios ou entorpecentes) também se enquadram.
A chamada nova lei seca – na realidade não é, pois ainda prevê alcoolemia bem pequena – criou dificuldades para quem se recusar ao teste do bafômetro ou ao exame de sangue, ao alegar produzir prova contra si mesmo, respaldado em interpretação da legislação. Consideram-se válidas, agora, outras evidências.
Infelizmente, as coisas não se resolvem de forma tão simples assim. A própria fiscalização, em alguns locais, admite dúvidas no artigo 277 reformado, do Código de Trânsito Brasileiro:

sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

TUNING É ISSO....

Eu sou do tempo em que Tuning significava AFINAÇÂO, ajustar e extrair mais potência de um veículo, não do rádio ou da pintura.... Graças a Deus ainda existem preparadores de nova geração fazendo motos. Essa deve ser o Cão chupando Manga, uma moto ágil e maneira de brincar com um motor aparentemente bem desenvolvido. Hallelujah!!!!






DE CARRO POR AÍ COM O NASSER






edita@rnasser.com.br         Fax: 55.61.3225.5511

Coluna 5212  26.dezembro.2012


Automóvel. Balanço 2012.  Bom para todos.
Um ano invulgar para o Brasil, recorde com as 3,8M vendas, em número de indústrias, 60 lançamentos entre produtos e atualizações, sinais indicando mudanças, anúncios de novas marcas aqui se instalando, novos projetos e mais proteção ao consumidor do automóvel. 2012 foi um ano marcante.
O Brasil recebe os ventos resultantes do tufão que arrasou os maiores mercados mundiais. Queda de vendas e perspectivas fazem as montadoras mudar o endereço de seus investimentos buscando países com capacidade de absorção e estrutura de produção. Brasil, Índia, China, África do Sul.
Mundialmente a Toyota volta a liderar, e a ex líder GM, pode cair na 3a. posição, superada pela Volkswagen. Disputa acirrada, mundial, carro-a-carro, aferida apenas ao início de janeiro. Mas, uma ou outra, é o nunca dantes imaginado: marcas norte-americanas disputando o 2o. lugar, sem chances para retornar à liderança. Líder, a Toyota aposta na coragem do herdeiro chamado a dirigi-la, focando na realidade, apagando a ar de já ganhei adotado nos últimos anos – e se deu mal, borrando sua imagem de qualidade e confiança. Contratou, o consultor automobilístico mais caro do mundo, Mark Hogan, ex vice presidente da GM. Quer distanciar-se da norte-americana durante muitos anos líder mundial em vendas. A GM patina no atoleiro, não consegue enxergar bom futuro. Sua estrutura impede ações rápidas, e ainda respira o ar de empáfia que intoxicou sua estrutura diretiva e a levou ao buraco. Menor, rebaixada em patente, com dificuldade em renovar produtos, lenta ao reagir, problemas na base e na Europa com grandes perdas. A VW é concorrente sadia, ascendente, crescimento sustentado, sólido, entesourada. Quer ser a maior do mundo em 2018.
Em 2012 a produção mundial de veículos atingirá 80M de unidades.
-----------------------------------------------------------------------------------------------------
Fiat surpreendeu, cresceu, mantém liderança de 11 anos
-----------------------------------------------------------------------------------------------------

A PRIMEIRA PICAPE...

O PRIMEIRO VEÍCULO A MOTOR DO MUNDO EM UM NOVO VIDEO. ESTE É UMA REPLICA CRIADA HÁ POUCOS ANOS PELO GOVERNO FRANCÊS SEGUNDO OS PLANOS DO ORIGINAL, QUE ESTÁ PRESERVADO DESDE 1775. REPRE NA TRANSMISSÃO EM UMA ÉPOCA QUE NÃO EXISTIA NADA DE SEMELHANTE, ENM UMA LOCOMOTIVA DECENTE, O SISTEMNA DE DIREÇÃO E O GUINCHO PARA LEVANTAR O CANHÃO, PRINCIPAL RAZÃO DE SER DO CARREGADOR DE CARGAS E FARDOS, DAÍ O NOME FARDIER.



quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

TRIUMPH: GRANDE RECALL

A MARCA INGLESA, AGORA ESTABELECIDA NO BRASIL, CHANA ALGUMAS MOTOS ANTIGAS QUE PRECISAM DE RETIFICAÇÕES, EMBORA NÃO TENHAM SIDOIMPORTADAS PELA FÁBRICA. VEJA ABAIXO SE A SUA ESTÁ INCLUSA:


LIRA DO DELÍRIO: OS CICLOMOTORES....

DO JEITO QUE O GRANDE IRMÃO ESTÁ E COMO VAI FICAR, ESSES SERÃO OS VEÍCULOS DE ALTA POTENCIA DO FUTURO...SEM PLACA...VELOCIDADE É LIBERDADE, MESMO QUE POUCA...E MUITA GOPRO COM LENTE GRANDE ANGULAR PRA IMPRESSIONAR...

O TURBO....



O QUATRO CILINDROS E 200 CM³...



O DOIS CILINDROS DE 100 CM³



LIRA: MOTOR DE MOTO...E A CRIATIVIDADE BRAZUKA.

A JABIRAKA DO RS TEM 20 MARCHAS...É O TRIUNFO DA REDUÇÃO, COM A CAIXA DE 125 HONDA DE CINCO MARCHAS E AS QUATRO DE VOLKSWAGEN: PUXA UMA TONELADA A 5 POR HORA, MAS PUXA... E A TRILHA SONORA É DIGNA DE UM OSCAR...


O RESINALDO FEZ UM BUGGY NO RN...

segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

DIA DE NATAL TAMBÉM É DIA DE BLUES....

QUE O SEU NATAL SEJA DE ALEGRIA E MUSICA E O ANO DE 2013 COM MUITO BLUES1

PARA SUA FESTA, O BLUES. PRIMEIRO KOKO TAYLOR:



FELICE NATALE!!!

Deste cartão do Alfa Romeo Club, faço meus os votos. São os da Fundação Mahar e do Blog Mahar Press. Sem vocês, meus leitores amados, seriamos nada. Portanto muito obrigado pelo apoio. Divulgue para seus amigos que gostam de automóvel e essas coisas mecânicas que nos encantam. Aliás se alguém quiser me dar um presente de Natal a Alfa 8C2900 da foto seria bem recebida....Um abraço do
Mahar


domingo, 23 de dezembro de 2012

DE CARRO POR AÍ COM O NASSER


de carro por aí
edita@rnasser.com.br         

Coluna 5112  19.dezembro.2012

Alfa com plataforma Mercedes e motor Ferrari. É a globalização

Alficionados  - os fãs de Alfa Romeo - aguardam uma definição da controladora Fiat. Navegando entre quedas de vendas, de participação, prejuízos no mercado italiano, e sobrevivência de ser estrangeiro entre herdeiros titulares da companhia, Sergio Marchionne, canadense, executivo no. 1, deu novos sinais. A Alfa terá, além dos carros menores e do produto desenvolvido sobre a antiga – e boa e resistente - plataforma do Marea – antecipado mundialmente pela Coluna -, produto comum com a Chrysler, automóvel maior, com a tradicional tração traseira.
Curiosidade no universo de apreciadores de marca, ainda apegados aos valores antigos, como a tradição, a composição do automóvel pode chocar: plataforma do novo Chrysler 300, base do sedã Mercedes-Benz Classe E. O motor, Ferrari pequeno, V6, 3.000 cm3, 410 cv de potência. Transmissão mecânica, automatizada por dupla embreagem, possivelmente Fiat, tração traseira.

Outro mercado
Marchionne tenteia achar caminhos de comunizar produtos. Nos menores em tamanho, motorização e preços, para faixas inferiores de mercado, os novos Alfa dividirão plataforma e mecânica com Fiats; médios com a Chrysler; para clientela superior, o grande Alfa será interpretação do Maserati Quattroporte, sedã esportivo focando competir com Porsche Panamera e BMW Serie 7. Utilizará a plataforma Mercedes, motor maior, produzido na Ferrari, V8, 3.800 cm3, e 510 cv de potência.
O Quattroporte é primeiro resultado do investimento de 1,2B Euro na Maserati, lançado na semana passada com a aparentemente entusiasmada missão de vender 13.000 unidades em 2013, e atingir 50.000 vendas no próximo exercício. 2012 deve fechar com distantes 6 mil e poucas unidades. É uma incógnita. Custa 150 mil euro, contra 141 mil pedidos pelo Panamera, e terá foco nos dois maiores mercados do mundo: EUA, para clientes acima da crise, e China.

Maserati 2013, Alfa 2014
Pergunta instigante, porque a mistura de tantas marcas num carro só ?
Simples entender. A tomada de controle da Fiat sobre todas as marcas italianas – exceto Lamborghini, assumida pela Audi – padronizou produção de plataformas e motores. Assim, o motor V8 feito na fundição da Ferrari, em Maranello, é vendido em gradação: com cabeçotes e regulagens e produto Alfa custa x; se Maserati com o trato personalístico, mais x; e muitos x quando num carro com emblema Ferrari. Não é questão de técnica, disputa, mas coisa simplória, de marketing. Um Maserati tem posição mais refinada e superior que um Alfa, e um Ferrari gravita acima de todos os italianos.
E a plataforma ? indagará àrdego ( apressado, incontido ) leitor.  Fácil. A compra da Chrysler pela Mercedes fez migrar tecnologia e padronização de produtos. Negócio acabou, a Chrysler passeou pela rua da amargura e acabou recebida e controlada pela Fiat, que encontrou coisas boas: produtos com base e tecnologia Mercedes - o Cherokee sobre plataforma dos Mercedes ML, e o novo 300 tem com base da Classe E -; e rede com 2300 concessionários.
Nesta postura industrial, quem olha Maserati vê a trilha a ser seguida pela Alfa: utilitário esportivo já batizado Levante, e sedã pequeno, o Ghibli – nome de esportivo da marca nos anos ’70. Neste, caminho inverso - tração dianteira -, gerador versão de Dodge, de Alfa e, como anunciado, Maserati mais barato.

De Alfas
A fórmula de personalizar produtos com estrutura e motorização básica comum, diz a Fiat, gerará 9 modelos Alfa até 2016, a partir de três plataformas – Punto, ex-Marea, Mercedes E – com variáveis em tamanho, formas e potências.
Para o Brasil, especula-se a adequação dos Alfa MiTo para comercialização através dos revendedores Chrysler. Entretanto, considerada a escala diminuta não parece negócio atrativo a ser aceito pela rede Chrysler, que se desdobrará para distribuir e assistir a marca.
A produção do veículo baseado na plataforma do Marea e com motorização Fiat 1.4 Turbo, gerando produto Chrysler aqui a ser chamado de Dodge Dart, e outro, Alfa, com variações de estética e de acertos mecânicos para ter espírito diferenciado, está indefinida. Era prevista imaginária fumacinha branca saindo da sala do Comitatto – o comitê gestor da Fiat Automóveis – anunciando um Habemus Alfa, mas o ano acabou para as decisões da marca ou fumaça indicando início do projeto na cidade industrial que a Fiat monta em Goiana, Pe.
Aliás, no espírito da Coluna, para acicatar novas histórias, duas notícias: fornecedor da Fiat chegou a 250 cv de potência no pequeno motor 1.4T. A cavalagem é mais que a necessária para diferenciar a versão Fiat da versão Dodge. Outra, a Fiat analisa desenvolvimento e testa Punto tracionado por motor EtorQ 1.8 com turbo. Mudanças em comandos de válvulas, programa da injeção, soprando suaves 0,6 bar acusa 240 cv e arranha 30 quilos de torque desde as baixas rotações.


Foto 1 Coluna nº 5112 maserati-quattroporte
Maserati Quattroporte. O grande Alfa será versão

Roda-a-Roda
Que coisa – Ninguém sabe ou projeta a penetração da internet na vida da gente. Exemplo recente a JAC Motors colocou filminho no Youtube, com o novo modelo J2 no tema “Parado é pop, andando é rock” , enfatizando o rendimento pelo baixo peso e o motor 1.4 VVT com 108 cv.
O que – Dura 60s, criado pela agência Ogilvy & Mather, trilha sonora Highway Star da banda inglesa Deep Purple. Em 42 horas de exibição 1 milhão de acessos. Quer ver?  https://www.youtube.com/watch?v=HgWI7KwN7Lw
Caminho – Tração integral, com o refinamento do torque variável, até agora equipamento para veículos de maior preço, tem novo foco pela Mercedes-Benz: carros menores, com motor transversal, os Classe A e B. Na prática sinaliza, a empresa espera grande crescimento neste segmento, o que inclui, como a Coluna antecipou mundialmente, o sedã Classe A produzido em Rezende, RJ.
Negócio – Forma jurídica de mandar mais, repassar tecnologia para ampliar vendas, mercados e garantir sobrevivência, a aliança Renault-Nissan e a Russian Technologies fizeram joint venture. O mercado russo é o terceiro para a Aliança e projeta-se será, a médio prazo, o maior da Europa.
Grana – Da mesma Renault, decisão de vender sua participação na Volvo Caminhões, recebendo e aplicando os US$ 1.92B na operação automóveis.
De fora – Jaguar Land Rover, empresa controlada pelo indiano grupo Tata, assinou memorando para instalar fábrica para 50 mil Land Rover/ano, na Arábia Saudita, utilizando alumínio e aço locais. Decisão sobre fábrica no Brasil, nada.
Prêmio – O pequeno Fiat 500 começa carreira ascendente no Brasil. O prêmio “Os Eleitos” da revista 4 Rodas apurou 103,3 pontos, total nunca alcançado nas 11 edições anteriores. O número, acima de 100, indica para os 2.544 proprietários consultados, o carro supera as expectativas.
Casamento – A Randon S.A. com sede em Caxias do Sul, RS, aplicará R$ 500M em fábrica em Araraquara, SP: vagões ferroviários. A cidade é cruzamento de estradas de ferro e está em área de produção sucro alcooleira. Já acertou com a Vale o fornecimento de 403 vagões.
Hermanos – Consequência da prensa que Dona Cristina Kirshner aplicou nos frequentadores do mercado argentino, exigindo nacionalização, a Agrale lá ampliará investimentos na fábrica de chassis para ônibus e aplicará US$ 12,5M no fazer tratores.
Concentração – A organização mundial da Fiat concentrará empresas: Iveco, de motores, câmbios, caminhões e ônibus, e outras marcas, como Magirus, e a área de tratores e colheitadeiras hoje sob a sigla CNH, em empresa única sub dividida em continentes.
Efeito – A América Latina será comandada por Marco Mazzu. A designação parece um trilho para levá-lo à posição regional de Capo di tutti Capi,  hoje exercida por Cledorvino Belini.
Menos uma – Outra empresa brasileira assumida por capital estrangeiro. A pioneira Branco Motores agora é da norte americana Briggs & Stratton. R$ 57M.
Si, señor – O Centro de Experimentação e Segurança Viária, CESVI, da Argentina, concedeu dos prêmios aos Ford. New Fiesta e Transit considerando-os Carro e o Furgão curto mais seguros.
De novo - Imprevisto para muitos, frustração para poucos, o Governo Federal flexibilizou a isenção de impostos para os automóveis e veículos leves. Por período maximo ate março manterá a alíquota Zero para os um-ponto-idem. Depois começa lenta ascenso para chegar aos 7% de tabela ao meio do ano. Caminhões, cujo mercado teve abalo por conta da mudança dos motores, do diesel difícil de achar, pelo aumento de preços, vistos como objetos de trabalho, manter-se-ao com Imposto sobre Produtos Industrializados igual a Zero. 
Na pratica - O Governo descobriu haver um dado mágico para promover consumo e manter empregos baixar o preço final de veículos, material de construção, linha branca, através da redução de impostos. O problema, entretanto, e um só a junção de segmentos extremos buscando resultado comum. Para a indústria automobilística, vender carros. Para os metalúrgicos, manter empregos. Mas e para o público que espera serviços e investimentos bancados pelos impostos. Interessa deixar de ter a estrada, o posto de saúde, a escola, em troca da venda de mais carros ou geladeiras:
Regra – A partir de fevereiro os motoboys, agora pomposamente ditos motofretistas, serão fiscalizados para conferir se fizeram curso de formação. As motos deverão ter placa de Aluguel e equipamentos aptos à função.
Acidentes – Fez-se o óbvio: o Ministério da Justiça juntou o de Transportes, Cidades e Saúde em torno da operação Rodovida 2012/2013, para reduzir acidentes nas estradas. Justificou José Eduardo Cardozo, da Justiça, a queda de 16,8% nas mortes com o Rodovida 2011. Fiscalização, bafômetros para mudar a tradição mortífera no fim do ano. Idéia boa, mas resta saber se haverá a parte educativa ou apenas o faturamento pelas multas por pardais ou conversinhas de Polícia Rodoviária a respeito da sede ou do custo de vida.
Antigos – Mais divertido dos eventos antigomobilísticos, o “Pé na Tábua – Corrida de Calhambeques” de 25 a 27 de janeiro, em Franca, SP, inscrições abertas. Tem os dois extremos: velocidade e marcha lenta. Primeira modalidade, esqueça: o tri campeão de Fórmula 1 vai para ganhar. Na prova de marcha lenta ganha o Fordeco que mais demorar para andar entre duas marcas e, o piloto caminha ao lado do carro, acertando os bigodes, as varetas que comandam acelerador e ignição sob o volante. Mais? www.penatabua.com

Foto 02 Coluna nº 5112 pénatabua
O gaiato cartaz do Pé na Tábua

Namoro – Finalmente Eduardo Pessoa de Melo, presidente do Auto Union DKW Club do Brasil, conseguiu se aproximar da Audi – marca sobrevivente à Auto Union. Para comemorar 33 anos do clube faz passeio de S Paulo a Jundiaí, 60 km, visita ao Centro de Peças e Competência Tecnológica e ouvem palestra sobre as novidades tecnológicas dos novos Audi.
História – É desconcertante a maneira pela qual quase todas as fábricas e importadoras de veículos no Brasil desprezam sua história. Algumas mantém grandiosos museus no país de origem, mas aqui agem como colonizadores em fugaz passagem, sem compromisso com o passado ou o futuro.
Marcos – No caso Audi, para lembrar, a Auto Union teve representação oficial no país; enorme presença através da Vemag autora de quase 120 mil unidades; foi recordista mundial em vitórias em corridas; conseguiu a maior potência sobre os motores 1.0; bateu o recorde brasileiro de velocidade. Os intelectuais de marketing da Audi não capitalizam isto.


A ULTIMA EMOÇÃO....

POSSÍVEL NO PAÍS DA INDUSTRIA ....DE QUE?

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

A MENSAGEM DE NATAL....

A Fundação Mahar manda aqui seus desejos de um ano novo com muito amor pelo automóvel, a máquina que mudou o mundo e que agora é mal falada por muitos. Aqui na Fundação nos temos um velho Chevrolet enferrujado porém muito amado, com o qual passaremos mais um ano honrando a gloriosa memória de Louis e Gaston Chevrolet , além de Adam Opel. Vejam o vídeo de Natal da Fundação:

ALTA RODA COM FERNANDO CALMON





Alta Roda nº 712 — Fernando Calmon — 18/12/12



BOLO REDIVIDIDO






O que se pode esperar de 2013 para o mercado automobilístico? Crescimento haverá, sem dúvida, e as vendas alcançarão novo recorde – o sétimo consecutivo desde 2007. A incerteza está se a barreira mágica de quatro milhões de unidades (inclui caminhões e ônibus) será beliscada, atingida ou até superada. Para o resultado mais otimista as vendas teriam que subir 5% em relação ao projetado para 2012.
Até agora a maioria das apostas vai de 2% a 4%. A Anfavea espera algo entre 3,5% e 4,5% de elevação, o que significaria 3,98 milhões de unidades. Historicamente há relação entre crescimento econômico (medido pelo PIB) e o mercado de veículos. Mas as previsões frustradas do ministro da Fazenda ajudam pouco, embora dessa vez ele “garanta” um PIB superior em 4% ao deste ano. Se acontecer, os quatro milhões de veículos novos circularão em 2013.
Independentemente do que acontecer com a economia, há fatores positivos e negativos. Entre os que puxam para baixo as previsões aparece justamente o ano que finda. As vendas cresceram bem acima da expansão econômica brasileira graças à redução temporária do IPI, que no fundo significou antecipação de compras. Mesmo que no fraco primeiro trimestre de 2013 ainda exista um rescaldo do IPI baixo, seja por estoques remanescentes de 2012 ou alguma bondade de última hora do governo, o estímulo fiscal vai se diluir.

quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

PORQUE ELES DIRIGEM DIREITO...

NA FINLÂNDIA. O lugar é tão desfavorável no Inverno como a Russia, a terra da GoPro no painel e das porradas mais imbecis. Mas as escolas de motorista são um exemplo de como ensinar e aprender a dominar um carro. Igualzinho aqui...

LEI SECA COM MAIS RIGOR: CUIDADO!


Senado aprova projeto que endurece Lei Seca
  • Dilma queria aprovação das novas regras antes dos feriados de Natal e Ano Novo

MARIA LIMA (EMAIL · FACEBOOK · TWITTER)
Publicado: 18/12/12 - 22h33
BRASÍLIA - Em sua última sessão como presidente do Senado, o senador José Sarney (PMDB-AP) atendeu apelo da presidente Dilma Rousseff e aprovou, no plenário, o projeto que endurece a Lei Seca e amplia as possibilidades de prova de embriaguez dos motoristas. Conforme informou Ilimar Franco, na coluna Panorama Político, de O GLOBO, Dilma queria a aprovação das novas regras da lei seca aprovadas antes dos feriados de Natal e Ano Novo, com blitzes pelo país inteiro para reduzir o número de mortes no trânsito por embriaguez. O projeto foi aprovado, sem discussão, em pouco mais de um minuto.
Contrariando decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ), que estabelecia que apenas o bafômetro e o exame de sangue valem como prova de ingestão de bebida alcoólica, o novo texto aprovado e que vai a sanção presidencial permite que também sejam considerados testemunhos, imagens de vídeo e exames clínicos.
Além de ampliar as provas, o projeto dobra o valor da multa a ser aplicada quando alguém é flagrado dirigindo com a capacidade psicomotora alterada, por ter ingerido álcool ou outras substâncias (remédios e drogas ilícitas). A multa administrativa salta de R$ 957,69 para R$ 1.915,38 para quem for flagrado dirigindo sobre efeito de álcoolSe houver reincidência no período de um ano, a multa dobra novamente, indo para R$ 3,9 mil.
Autor do projeto, o deputado Hugo Leal (PSC-RJ) também era contra a tolerância zero. Segundo ele, isso dificultaria as punições em processo administrativo. Atualmente, dirigir sob a influência de qualquer quantidade de álcool ou de outra substância psicoativa que determine dependência é considerado infração gravíssima, sujeito a multa, suspensão da habilitação por um ano e retenção do veículo até o aparecimento de outro condutor.
_ Se colocar tolerância zero, iguala o crime ao processo administrativo. E, no processo administrativo, o motorista pode ser autuado por presunção, já para a configuração do crime tem que haver prova _ afirmou Leal.
A legislação em vigor estabelece que conduzir veículo estando com concentração de álcool por litro de sangue igual ou superior a 6 decigramas, ou sob a influência de qualquer outra substância psicoativa que determine dependência, é passível de pena de prisão de seis meses a três anos.
A CCJ também aprovou ontem, em caráter terminativo, projeto que cria faixa exclusiva para circulação de motocicletas em vias de tráfego intenso. A proposta ainda tem que ser votada pela Câmara.

quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

APROXIMA-SE O SALÃO BIKE SHOW!





SALÃO BIKE SHOW 2013

O Salão Bike Show 2013 será realizado no Riocentro, o maior parque de exposições da América Latina. Em 2013 o evento acontece entre os dias 24 e 27 de janeiro no Pavilhão 4, em uma área maior que a da edição passada. Mais uma vez o estacionamento será gratuito para motos e triciclos e nesta edição ficará mais próximo da entrada do pavilhão.

Os ingressos já podem ser adquiridos através do site Ingresso Rápido (www.ingressorapido.com.br), com desconto para compra antecipada. Crianças com menos de 5 anos ou adultos com mais de 65 anos não pagam ingresso. O Salão Bike Show 2013 conta com um site (www.salaobikeshow.com.br) onde o público pode tirar dúvidas sobre o evento. Além do site o visitante também poderá ficar sabendo das novidades através do blog (http://blog.salaobikeshow.com.br/), Twitter (http://twitter.com/salaobikeshow) e FaceBook (http://www.facebook.com/salaobikeshow) oficiais do Salão Bike Show.

O Salão Bike Show 2013 é uma realização da Indigo Brasil e tem como principais parceiros a montadora Octaplan, com o apoio da FMCRJ - Federação de Moto clubes do Rio de Janeiro e da AMO-RJ - Associação dos Motociclistas do Estado do Rio de Janeiro.
 
João Mendes e Marcus Lauria
Assessoria de Imprensa do Salão Bike Show
 
JOÃO MENDES / ESTÚDIO J  ASSESSORIA
Marcus Lauria (MTb 27148/RJ) - (21)9159-2989 /joaomendesassessoria@estudioj.com.br
Rua Carlos Machado, 88 - Polo Rio Cine Vídeo - Barra da Tijuca
Rio de Janeiro - RJ - 22775-042  Tel. (21)2421-1105

FELIZ NATAL...DE BMW X DRIVE 4X4...

A mais rapida versão de "Noite feliz"... a cara das pessoas é o máximo...

TIOZÃO, O ULTIMO HERÓI URBANO...


Ídolo da juventude revoltada que tem moto e entope seu email e o canal do youtube com centenas de milhares de acessos, o Kleber encarna um herói urbano moderno. que acelera pra viver e vive pra acelerar.
Aqui um babaca avança um sinal e o joga no chá com sua antiga Hornet branca. 

E ele respeitou todos os sinais que encontrou no caminho...


UMA ENTREVISTA DO "CRIMINOSO"... A SOCIEDADE NUNCA VAI ACEITAR O QUE ELE FAZ...




NÃO EXISTE MAIS RESPEITO...

BRINCANDO COM UM PHAMTOM NA GRAMA E TERMINANDO COM UM BELO BURNOUT DO V12 DE 500 CV...

terça-feira, 18 de dezembro de 2012

POUSANDO UM A380 EM SAN FRANCISCO...

TOMARA QUE O SISTEMA OPERACIONAL NÃO SEJA WINDOWS... NOTE COMO O COMANDANTE CONTROLA MANUALMENTE O FERRABRÁS VOADOR ATÉ O POUSO SUAVE, E A SAUDAÇÃO DOS BOMBEIROS DO AEROPORTO:

CONGRESSO SAE BRASIL 2013


O FIM DO CAMINHO...


MEU BOM AMIGO JM MANDOU ISSO:, 
UM ARTIGO DE JONAS LIASCH NO BLOG 
CULTURA AERONÁUTICA


Em Marana, no estado americano do Arizona, cerca de 30 milhas a noroeste de Tucson, existe um movimentado aeroporto público denominado Pinal Airpark. O aeroporto parece desproporcional a Marana, uma quente e ressequida cidade de apenas 35 mil habitantes, pois abriga uma enorme frota de aeronaves comerciais, incluindo muitos Boeing 747.
Aeronaves desativadas lotam o pátio do Pinal Airpark
Entretanto, nenhuma companhia aérea opera regularmente em Marana. Não há esteiras de bagagem, nem grandes restaurantes, nem lojas e nem guichês de companhias. Mas não há silêncio, no entanto. Existe um ruído constante, e irritante, de poderosas máquinas industriais. Sua tarefa é reduzir aeronaves a pedaços. Pinal Airpark é, na verdade, um grande cemitério de aeronaves, local do último pouso de aviões que, por anos a fio, transportaram milhões de passageiros ou milhares de toneladas de carga durante sua vida útil.
Após a remoção dos trens de pouso, as aeronaves ficam apoiadas provisoriamente em pilhas de dormentes ferroviários de madeira

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

VW T5: FINALMENTE UMA NOVA KOMBI

Em 2013 a Volkswagen irá comercializar a multivan T5  (Transporter) no Brasil. O modelo será importado e comercializado em três versões, sendo uma furgão e outras duas para passageiros. As duas primeiras terão entre-eixos curtos e terceira Comfortline terá o entre-eixos longo. Algumas unidades da Transporter ou T5 já estão em testes de rodagem no Brasil.
A versão furgão deverá ser equipada com o motor 2.0 de 115 cv e câmbio manual de 5 marchas. Já versão intermediaria contará com o motor 2.0 16V Turbo FSI a gasolinaque rende 204cv . A transmissão será automática de sete velocidades. O acabamento interno segue o padrão Comfortline.
A versão maiS completa da T5 será a Comfortline e virá equipada com motor 2.0 16V Turbo FSI a gasolina que rende 204cv. A transmissão será automática de sete velocidades. A versão será calçada com pneus de medida 235/55 aro de 17 polegadas e roda de liga leve Thunder. O revestimento dos bancos é tecido Cheyenne.  Ela contará ainda com controle eletrônico de estabilidade, freios ABS e controle de partida em aclives,  controle de tração e bloqueio de diferencial. Essa versão será para sete passageiros e os bancos terá ajuste de altura e apoio lombar. Dois assentos serão giratórios com ajuste longitudinal, sistema  de travamento com controle remoto, descanso braço para os assentos dianteiros, airbag duplo e porta deslizante do lado direito.

Fotos | Volkswagen/divulgação

Autor: Marlos Ney Vidal   http://autossegredos.com.br



ENCONTRO NA ILHA DIA 27/12


Convido todos a participar do Primeiro Encontro de Automóveis Antigos "Esse Vale Uma Foto" na Ilha do Governador! Conforme diz a imagem anexa, será realizado no dia 27/01/13 (último domingo de janeiro próximo), na parte da manhã.Tragam seus clássicos!
Mais detalhes:





sábado, 15 de dezembro de 2012

MERCEDES BENZ 220SE CABRIOLET 1960

UMA HISTÓRIA DE FAMILIA DESDE 1963: O PAPAI MINKOFF COMPROU PARA MAMAE MINKOFF DE ANIVERSÁRIO DE CASAMENTO...E O PEQUENO MINKOFF GUARDOU TODOAS AS MERCEDES DO PAI. LINDO ISSO!
Mercedes 220SE: Family History from Petrolicious on Vimeo.

VETERAN DEMINAS: THE RIGHT CROWD AND NO CROWDING...


N.da R.:Matéria saída na Revista Web de Minas, que me foi mandada por um amigo. Uns errinhos,como Uirapuru ser um carro de competição, mas sai bem feitinha e resolvi publicar anyway... A frase do titulo é de Hugh Locke King, o fundador de Brooklands, a primeira pista oval do mundo na Inglaterra de 1907: o grupo certo e não uma multidão.


Atração Antiga

Colecionadores de carros aumentam cada vez mais no país e movimentam muito dinheiro para manter as raridades

Texto: Miriam Gomes Chalfin | Fotos: Nélio Rodrigues


Otávio Pinto de Carvalho: “Temos o melhor acervo, com carros raríssimos e bem restaurados”
Se você não quer chamar atenção por onde passa, não ande em um veículo de coleção. Charmosos, elegantes, bem cuidados e brilhantes, eles atraem até mesmo quem não gosta de carro. Algumas pessoas têm um (ou mais exemplares) por pura paixão; outras porque eles guardam um significado. Não importa o motivo. O fato é que o antigomobilismo conquista cada vez mais adeptos e movimenta muito dinheiro. Para ter ideia do montante, um leilão de automóveis antigos, realizado em Araxá este ano, gerou 2 milhões de reais. 
“São pessoas que gostam de arte, história, geografia. E um veículo clássico tem toda uma história. Depois da Segunda Guerra Mundial, por exemplo, os carros norte-americanos eram grandões, porque o país estava em um momento próspero. Já os países europeus fabricavam veículos pequenos por causa das dificuldades do pós-guerra”, diz o vice-presidente da Federação Brasileira de Veículos Antigos (FBVA) e presidente do Veteran Car Club de Minas, o médico Otávio Pinto de Carvalho. A FBVA conta com 108 clubes associados no país, sendo seis em Minas. O Veteran é um deles. Segundo Carvalho, é o menor clube de carros clássicos do Brasil, com 39 associados em 33 anos de existência. O baixo número é opção do próprio grupo, que se define como preservador do automóvel antigo. “Em compensação, temos o melhor acervo: carros raríssimos e muito bem restaurados.”
Um deles é o Mercedes-Benz 300 SL Gullwing (asa de gaivota), cuja porta abre para cima. Três exemplares fazem parte do acervo do clube. Produzido na Alemanha entre 1953 e 1957, o automóvel é raro, desejado. E valioso: cerca de 1 milhão de dólares. Outra raridade é o alemão Hanomag, de 1923, que tem design diferente e é o único existente fora da Europa. Pequeno e com apenas um farol no meio, era automóvel popular na Alemanha.  

PORTER, O CÃO PILOTO DE MINI...



Estes videos mostram como cachorros vira latas abandonados nas ruas de Auckland, Nova Zelândia,, podem ser dóceis e inteligentes como só um bom VL pode ser... Porter foi ensinando a dirigir em uma pista fechada um Mini especialmente addaptado como se fosse para um portador de necessidades especiais. E. como se vê, ele usa suas patinhas para uma razoávelpilotagem....Eu quero um deles!

LIRA DO DELÍRIO: A ROMI ISETTA DOS INFERNOS...


JÁ VI  UMA COM MOTOR DE FUSCA E OUTRA COM UM DE CB 750 MAGIA NEGRA, MAS ESSA BATE TODOS OS RECORDES DE INSANIDADE... EM UM LEILÃO DE COLEÇÃO DE MICRO CARROS  DE BRUCE WEINER. ESTA FOI INSPIRADA POR UM CARRINHO DA HOT WHEELS E TEM UMN V8 SMALL BLOCK CHEVY 350 DE SÓ 730 CV...

OS NUMEROS DE NOVEMBRO...


HB20 e Onix mostram força e Etios fica para trás; Duster passa EcoSport

Os três principais estreantes no mercado automotivo brasileiro mostraram em novembro a que vieram. As vendas do Hyundai HB20 explodiram e chegaram a 8.077 unidades, suficientes para colocá-lo na oitava colocação entre os automóveis mais emplacados no mês (fica em 9º lugar quando se corrige o ranking considerando também picapes e SUVs).

Os dados foram divulgados nesta segunda-feira (3) pela Fenabrave, entidade que congrega concessionários de veículos de todo o país.

Chevrolet Onix também obteve um desempenho interessante, emplacando 7.409 carros em novembro e ficando em 10º lugar (11º no ranking corrigido).

Toyota Etios, único dos três novatos que já é vendido como hatch e sedã, e que está há mais tempo no mercado que os rivais de Hyundai e Chevrolet, foi mal no mês passado. O dois-volumes emplacou 1.322 unidades, e o três-volumes, 773 (são 2.095 caros somando as duas variantes). No ranking corrigido, o Etios hatch conseguiu um quase invisível 49º lugar. Pensado para ser o carro de volume da fabricante japonesa no Brasil, por ora vende quase quatro vezes menos que o Corolla.