segunda-feira, 26 de agosto de 2013

A FERRARI BREADVAN

No começo dos anos 60 o CondeVolpi, dono da Scuderia Serenissima,  queria fazer frente aos  Ferrari de fábrica, na época as imortais GTO projetadas pelo brilhante Giotto Bizzarrini. Assim chamou-o depois de sua célebre rebelião contra as ordens do Commendatore e encomendou a evolução da GTO: 
Um carro 65 kg mais leve, com menor área frontal, motor recuado para favorecer a distribuição de peso e um sistema de freios bem mais eficiente. 
Esse carro foi executado por Piero Drogo em cima de um chassi modificado do carro mais lindo do mundo, o Ferrari 250 Passo Corto ou SWB, segundo os princípios aerodinâmicos expostos pelo Prof Wunibald Kamm. 
A 250 SWB
Possui uma traseira cortada bruscamente como uma camionete de entregas urbanas, ou uma Breadvan, como foi apelidada pela irônica imprensa inglesa desses tempos. Juliano Kowalski achou um vídeo fantástico de uma volta desse carro no Oldtimer Graqnd Prix de Nurburgring de pouco tempo atrás que é musica pura nos ouvidos dos que amam carros, com o três litros Colombo cantando tudo o que pode e sabe. Enjoy!


Um comentário:

João Simonetti disse...

Gostaria de convidá-lo para conhecer meu blog, o qual nascera há pouco menos de 01 semana: http://osenhorautomovel.blogspot.com.br/

O Conteúdo é basicamente automóveis antigos que já passaram (ou que vieram para ficar) em território nacional.

Forte abraço.